PEDAL DAS GANGUES



   Raísa Trinny - As crews GiroPreto + RO.LO + Vespas decidiram fazer um pedal em conjunto. No início, o "GiRoVes" estava focado apenas para quem colava no pedal desses grupos, mas a ideia foi crescendo e juntando cada vez mais grupos, como o Inflama.Fixed, VLRC e Bikonha e tornou-se o que foi o chamado Pedal das Gangues e aconteceu no dia 08/07.

 

  A rota (confira aqui) foi pensada para um pedal leve, pois não sabíamos quantas pessoas iriam colar e também não sabíamos o nível de pedal de cada um. A rota também engloba pontos que cada rolê normalmente passa, como o famoso "Avião" (Campo de Marte), a "Praça dos Trocadores", "Av. Braz Leme" e o "Minhocão".



  20h no Páteo do Colégio já tinha muita gente reunida. Era uma noite fria e muitas pessoas trouxeram agasalhos para doar para as pessoas que moram na praça. Um pouco antes das 21h todos se reuniram para fazer o registro e, por besteira, deixaram todas as bikes sem nenhuma segurança. No momento da foto, um homem roubou uma caixinha e saiu correndo. Em poucos segundos, várias pessoas do rolê já foram atrás e, em mais ou menos 20 minutos, a bike já estava recuperada!

(Confira no Video a baixo feito pelo Matheus Boaventura)



   É muito difícil contar tudo o que aconteceu nesse pedal, pela quantidade de pessoas que foram. Alguns dizem mais de 100, outros dizem que foi uma média de 80. De qualquer maneira, cada um tem um relato e uma visão diferente do que foi o pedal! 1 integrante de cada grupo ficou fechando o pedal enquanto o pessoal do RO.LO puxava pela rota determinada.



Depoimentos da galera que participou do pedal:


"Eu achei o rolê muito foda! de verdade! Na segunda de manhã, até tinha perguntado pro Ale do Rolo se ele achava que ia colar gente, e ele disse “com certeza”. Eu chuto que apareceram umas 80 pessoas pelo menos! Eu estava perto do lance do busão e ele estava com pressa. O bus estava na direita, em algum momento nós o ultrapassamos e, depois, ele foi pra esquerda pra tentar nos ultrapassar. Quando chegou o ponto de ônibus, ele quis vir da pista da esquerda direto para faixa do ônibus, de maneira brusca. De modo geral, o Rolo puxou o bonde de maneira muito organizada, num modo que respeitou o ritmo da maioria. Não ouvi nenhuma reclamação das meninas sobre o role/pessoas/etc"

"poxa, achei fudido o role, não esperava tudo isso... na quantidade. Acho q a primeira impressão que tive foi ver muita gente q não era dos grupos ali que tava no cartaz e tal. Tinha gente fechando o role, na maior responsa, fazendo as paradas, ajudando a trocar câmara, ficando com quem tinha ritmo mais lento. A fita de roubo, desavenças no trânsito, apesar da preocupação com a integridade das pessoas, é uma fita que rola nos nossos pedais individuais, que são menos pessoas e não conseguimos controlar tudo, então nesse, com mais de 100 pessoas, praticamente impossível. Foi fudido, de coração"

"Eu acho que pra um role de mais de 100 pessoas foi super organizado. Eu tinha tentado contar, acredito que foram 120 pessoas mais ou menos. E foi incrível! Todo mundo pirou demais! Já perguntaram quando vai ser o próximo.  Eu pedi pro Navas (do Rolo) puxar o role todo e ele foi bem. Teve uma hr que cheguei nele e falei pra ele ir mais devagar que tinha muita gente ficando pra trás, mas aí vi que não era ele e sim uns apressados que ultrapassaram ele e iam mais rápido e ele não conseguia fazer a galera diminuir. Aí chamei um pessoal e ficamos mais na frente pra tentar organizar melhor isso, aí rolou super bem.  Acho daora fazer esse manifesto que o Felipe disse numa próxima sim, para alertar sobre algumas coisas. O lance do roubo, do ônibus, pneus furados, são coisas que estamos suscetíveis na rua de todo jeito. Mas o roubo mesmo vacilamos em deixar as bikes todas ali jogadas, precisa de atenção e cuidado maior. Talvez partir de um lugar um pouco menos inseguro tipo a Roosevelt seria massa tb.  Enfim, foi demais, encheu meu coração ver esse role acontecer, me emocionei demais <3 "

Com muita gente comentando e perguntando quando seria o próximo, marcamos num domingo de manhã, dia 18/08 a segunda edição do Pedal das Gangues.


   O dia 18 também é um dia importante pro pessoal da zona leste: é a volta do Reggae no Gramado no SESC Itaquera, destino escolhido para o pedal. Nessa edição, o Reggae no Gramado conta com o show do Nazireu Rupestre, banda da região leste de São Paulo, conhecida como os Naza, deixa sua marca com uma presença de palco única e letras autênticas.      


A rota (Confira a rota aqui) é bem simples, com pouca elevação e muitas retas, levando o pessoal pra um canto da Zona Leste curtir uma tarde no Sesc Itaquera.



231 visualizações

Envie um email para gente!

Assine nossa Newsletter

  • Facebook
  • Instagram
  • Noticias

© 2019 Todos os direitos reservados por cyclethreat.com